Mais uma vez nosso governo altera as regras do jogo, solicitando cada vez mais informações para controle sobre os contribuintes.
Desta vez será na NFe que agora passará para a versão 4.0 . A entrada da nova versão está prevista para o dia 02 de julho de 2018. Este prazo já foi adiado anteriormente, e tudo indica que é o prazo definitivo.

A empresas fornecedoras de ERP tem que se adaptar, como também os contribuintes com as novos detalhamentos de informações, sendo eles :

Tipo de cobrança padronizado (01 dinheiro , 02 cheque , 03 cartão de credito , entre outros…)
FCP (Fundo de combate à pobreza
FCP na ST (Fundo de combate à pobreza na Substituição Tributária)
Novo item na lista de indicador de presença
Novo item na lista de tipo de frete,
Partilha de ICMS

Além de diversas novas validações em cálculos na NFe.

O governo já disponibilizou a versão 4. 0 para os contribuintes que desejarem utiliza-la de imediato.

Vale lembrar que, como algumas empresas se utilizam do XML para integração em seus ERPs , os clientes dessas empresas também tem que se adaptar à nova versão. Sendo assim, deve haver um sincronismo entre cliente e fornecedor para manter a padronização e integração entre os sistemas.

A RG2 vem frequentemente atualizando o ERP sem seus clientes para garantir uma migração segura e em tempo hábil

Roberto Giuzio Jr.